sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Manifesto Teológico Niilista de Um Bruxo Agnóstico


Não creio em deuses com nomes e formas. Não creio em criações humanas. Cascas astrais. Deuses mortos de civilizações mortas. Não creio nestes deuses imaginados, forjados para sustentar poderes políticos, militares, religiosos. Não creio nestes deuses que punem a seu bel-prazer, que carregam consigo todas as vaidades, os defeitos e os vícios humanos. Não creio em deuses-reflexos da podridão social. Não creio em deuses feitos a imagem e semelhança humana.
Mas não sou ateu. Creio, acima de tudo, em deuses que são a Lei, a Ordem e o Equilíbrio dos Mundos. Manifestam-se em todas as coisas e por todas as coisas são manifestados. São as essências de todas as coisas, mas as transcendem. Embora se manifestam em todas as coisas a Todo é maior que a soma das Partes.
Creio nestes Espíritos Antigos sem nomes, sem faces. Feitos a imagem e semelhança de si mesmos.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Bruxaria: O Poder Desregrado


A Bruxaria lida, em primeira e última instancia, com o poder de transformação em qualquer esfera de manifestação que se pretenda. Os jogos do poder são jogos perigosos e fascinantes, o desejo pelo poder é uma ânsia da alma humana - qualquer alma - da mais ambiciosa à mais humilde.
Nas sociedades humanas foram estabelecidos ao longo de sua história vários tipos de poder a fim de controlar as pessoas, manter o status quo das classes dominantes e a coesão social. No campo referente à magia, é o poder religioso tenta regrá-la, censurá-la, desacreditá-la ou monopolizá-la nas mãos de hierarquias sacerdotais a fim de que a coerção social continue a ser perpetrada geralmente em benefício de outros poderes como o político.
Por este motivo as bruxas sempre foram temidas, combatidas, marginalizadas e desmoralizadas. Sua magia desregrada, sua moral idiossincrática e suas crenças heréticas as tornam uma ameaça ao controle social, político e religioso que as forças dominantes impõem aos cidadãos. O poder e a vida de uma bruxa nunca devem estar sob o julgo de parâmetros de terceiros, ou uma bruxa é livre ou não tem o direito de carregar tal título.



domingo, 8 de janeiro de 2012