quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Integridade

"Um homem não deve fazer uma promessa a menos que tenha certeza de que a cumprirá. Os deuses não ouvem as preces de um homem que dos lábios as palavras saem sem valor."
- Do Livro Proibido de Lucherion


segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Compaixão

Às vezes tudo o que necessitamos na vida seja tempo e um pouco de compaixão e aceitação da vida como ela foi, perdoar os outros e a sim mesmo, retirar o peso do coração.
Sempre que preciso destes momentos de catarse é à Ela que eu me volto, Aquela Que Ouve os Lamentos do Mundo, não importa o nome ou a forma que Lhe dêem.

Kuan Yin, divindade chinesa da compaixão
Nossa Senhora das Dores

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Verba Sanguinis


Veio indicar o meu novo blog onde minha alma se expressa em forma de poesias, pensamentos e devaneios em cor de carmim.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Sem Rumo

"Depois de estar cansado de procurar
Aprendi a encontrar.
Depois de um vento me ter feito frente
Navego com todos os ventos."
Nietzsche

Dizem que quando não sabemos onde queremos chegar, todos os caminhos nos levam ao nada. Nada mais poderia ser tão nocivo à alma quanto o homem pressupor que sabe qual o caminho que deseja trilhar com toda convicção. Não! Não sabemos, creio que a maioria de nós não sabem, e quando sabemos logo adiante nos tenta a possibilidade de desviarmos deste caminho e seguir outro.
Mover-se é melhor do que ficar inerte. E arrepender-se de um engano muitas vezes é melhor do que lamentar por uma omissão. A vida seguirá seu curso e a Roda da Fortuna continuará a girar estamos nós prontos ou não. 
Por muito tempo hesitei mover-me por medo de não saber onde queria ir. E isso só tornara minha alma mais pobre, mais cega e mais inconsciente de todas as experiências que o mundo tem para oferecer. Querer proteger-se de todo mal exterior é prender-se numa prisão. Só é livre quem, de peito aberto, coloca o coração na Mão da Vida aceitando os ferimentos dos espinhos e a maciez e o perfume da flor, pois eis que eles não nascem separados uns dos outros.
Não mover-se por não saber onde se está indo é um engano. Muitas vezes o caminho só se torna visível quando por ele se passa.





segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Introspecção

“O amor, para ser verdadeiro, tem de doer. 
Não basta dar o supérfluo a quem necessita, 
é preciso dar até que isso nos machuque.”
Madre Teresa de Calcutá



Não sei se mercúrio está retrógrado, pois sou relapso demais à astrologia, apenas sei que ultimamente não estou conseguindo escrever no blog. As musas estão distantes. Eu estou muito inconstante. Muitas coisas estão acontecendo em meu íntimo, na verdade eu não parei de escrever meus pensamentos e sentimentos, mas ultimamente eles são de uma natureza tão caótica e introspectiva que talvez não seja de interesse público.
Por estas trilhas tortuosas continuo seguindo com cada vez menos certeza e cada vez mais dúvidas. Com cada vez menos respostas e com cada vez mais perguntas. O que pensava que era já não é mais e o que pensei que nunca tivesse sido, talvez o seja. Enfim, são processos que nossa alma passa a fim de que tornemos quem somos seguindo o conselho de Nietzsche.
Apenas de uma coisa eu ainda tenho certeza: a magia existe. Tenho que acreditar, pois uma alma que não tenha fé ou que não acredite em milagre ou magia ou já está anestesiada e insensível demais ante as paixões humanas, ou mente impudicamente ou nada sofreu nesta jornada em carne, ossos e sangue.