segunda-feira, 12 de julho de 2010

Abrindo e Fechando Portais: Técnicas Básicas



Abrindo e Fechando o Véu

Quando realizamos um ato de magia, nós nos encontramos entre os mundos; por isso é comum as pessoas relatarem que, quando começam a estudar e praticar a bruxaria, começam a ver e sentir presenças, vultos, espectros, etc. O que acontece é que estamos abrindo um canal de percepção até então fechado.

Há um procedimento muitos simples para evitar que espíritos, elementais e demais habitantes de outras realidades adentrem em nossa vida cotidiana após feitiços e rituais que lidem com este tipo de criaturas.

Abrindo o Véu
Este rito pode fazer parte das preparações de centramento e concentração, ajudando a abrir os portais e complementando o centramento.

Com sua mão do poder, faça um movimento como se estivesse abrindo uma cortina. Visualize a cortina e diga: “Eu abro o véu que separa os Mundos”. Prossiga com o ritual.

Fechando o Véu
Este rito pode ser feito para encerrar um ritual ou feitiço, após a liberação do círculo e antes do aterramento.

Com sua mão do poder, faça o mesmo movimento do rito anterior, mas dessa vez, como se estivesse fechando uma cortina. Visualize a cortina e diga: “Eu fecho o véu que separa os Mundos”.
Isto fará com que as realidades voltem a se distanciar.


Fechando Portais

Outro método usado em magia é parecido, mas tem função diferente: serve para quando, num local, for sentido a presença de muitos espíritos de diversas naturezas e outros tipos de espectros.

Faça um pequeno ritual para despedir dos espíritos, algo simples como acender um incenso de banimento e pedir aos deuses que encaminhem os espíritos para onde eles deveriam estar; então visualize uma porta com fechadura. Há uma chave em sua mão e faça o movimento de trancar a porta com ela, girando-a. Deste modo, você fechará o portal por onde estes seres estão passando.

Um comentário:

  1. Não sabia disso! Muito importante, sempre fico com aquela sensação de ter deixado uma portinha aberta! rsrsrs...

    ResponderExcluir