sábado, 19 de junho de 2010

Poções: Tipos e Composição


As poções, também chamadas de elixir ou filtro, são fórmulas mágicas carregadas energeticamente para provocar um efeito específico ao serem ingeridas ou usadas exteriormente. São largamente conhecidas as poções do amor; poções de clarividência, com ervas que aumentam a intuição; poções que fortalecem o poder pessoal através de ingredientes que trazem energia e bem estar; poções de proteção que criam blindagens energéticas em torno do indivíduo e; as poções de cura para o corpo e para a alma.

A manipulação de poções é uma das atribuições mais importantes na vida de um Bruxo. Na confecção de poções unimos os conhecimentos do poder pessoal, planetário e da herbologia para um único fim, proporcionando uma melhora nas capacidades mágicas e o fortalecimento da nossa conexão com a Terra.

Tipos de Poções
As poções podem ser classificadas em diversos tipos, dependendo de sua finalidade, preparo e uso:

Ingeríveis: preparadas geralmente em forma de bebidas, seu efeito se dá pela ingestão. Sob esta categoria se encontram os elixires, chás, sucos e os pós comestíveis.

Inaláveis: preparadas geralmente em forma de perfumes e para ser usado pela pessoa que a fez ou pela pessoa que se quer encantar ou em forma de vapores aromáticos, etc. Seu efeito está em sua inalação e sua fabricação se concentra no aroma. 

Banhos: poções preparadas para ser usadas sob a forma de banho

Aspersoras: são preparadas para serem aspergidas por todo um ambiente como as águas, filtros (uma poção que preparada sem ser fervida) e os pós.

Solúveis: são altamente concentradas e podem ser diluídas em perfumes, óleos, e produtos de limpeza. As comestíveis podem se adicionadas às bebidas e comidas.

Corporais: podem ser águas de cheiro, perfumes, óleos aromáticos, etc. São usadas no corpo para se obter uma determinada finalidade ou atrair energias ou entidades específicas.

Composição
As poções geralmente são constituídas de:

Base: é um agente neutro, ou seja, vai servir de base para a poção, unindo os outros elementos sem alterá-los. No caso de poções ingeríveis (licores, xaropes, etc), é comum a utilização de água, álcool ou bebidas alcoólicas.

É desejável a utilização de água da fonte (mineral) como base para nossos preparados, mas, pode-se substituí-la por água filtrada comum em sua falta. Para poções de uso externo, a agua da chuva pode ser usada, lembrando que, dependendo da estação e do dia em que for colhida, ela terá características diferentes.

Agente ativo: é o ingrediente principal da poção e deve ser cuidadosamente escolhido de acordo com as propriedades simpáticas do objetivo. Basicamente, é o agente ativo que dará à poção o poder que desejamos como se fosse a alma da poção. Uma poção pode conter mais de um agente ativo.

Irradiador: é o elemento que vai irradiar o poder para a poção, transferindo para ela nosso poder pessoal e/ou invocando outra fonte de poder.

Geralmente utiliza-se de encantamentos e cânticos, que são lidos ou cantados sobre perto da poção. Símbolos mágicos e sigilos também podem ser traçados sobre a poção com a varinha ou a athame ou desenhados em papel vegetal com tinta nanquim e colocados dentro do vidro da poção (ou sob ela).

Potencializador: é qualquer outro elemento que pode adicionar mais poder à poção. Geralmente cristais, quando não for o agente ativo, podem ser ótimos potencializadores assim como os símbolos mágicos.

0 comentários:

Postar um comentário