segunda-feira, 21 de junho de 2010

Os Mistérios e a Magia dos Perfumes




A história do perfume começou quando o homem primitivo aprendeu a fazer o fogo e descobriu que certas plantas desprendiam fragrâncias agradáveis quando eram queimadas. Desde então passaram não apenas a oferecê-las aos deuses como forma de agradecimento, mas também usá-las em seu próprio corpo.
Uma lenda romana nos conta que um dia Vênus teria ferido o dedo e que uma gota de sangue caiu sobre uma rosa. Cupido beijou a rosa e selou a alquimia, transformando o sangue de Vênus em fragrância.
Engana-se quem pensa que o uso do perfume se dá apenas por vaidadade ou para desfarçar odores indesejáveis; seu uso vai muito além, ele pode servir para expressar nossa individualidade no mundo, honrando nosso self divino.
Na magia, seus usos vai deste a fabricação de perfumes mágicos para uso cotidiano quanto a manipulação de perfumes especiais para o uso em rituais, criando ambientes especiais para os trabalhos mágicos. As fragrâncias acionam, fortalecem e harmonizam energias de diversas espécies sendo idais para uso como oferendas ou para invocar as divindades.
Atualmente também já se utiliza as fragrâncias com propósitos terapêuticos.

Fórmula básica de um perfume
Segue-se uma fórmula básica para se fazer um perfume.
Se for possível, faça sempre seus perfumes na Lua Nova. A mulher não deve preparar perfumes no seu período menstrual, pois a sua energia, o modo como ela se sente, vai passar para o perfume e este é um período de transformação.
Para um perfume de boa qualidade, devem-se usar sempre utensílios de vidro, tanto o funil, como o copo medidor. Evite os metais. As reações deles com os óleos essenciais são terríveis.


Ingredientes:
800 ml de álcool de cereais
20 ml de polipropileno glicol
30 ml de fixador de âmbar
50 ml de essência (pode ser uma combinação de várias)
100 ml de água mineral sem gás
1 vidro escuro com capacidade para 2l
1 copinho medidor para a essência
1 funil
Frascos pequenos próprios para perfume

Modo de preparo:
Coloque no vidro escuro, na ordem a seguir, com muito cuidado e suavidade: o álcool de cereais, o polipropileno glicol e o fixador de âmbar e deixe repousar por duas horas.
No copo medidor, junte as essências escolhidas até atingir a quantidade de 50 ml e coloque no vidro misturando-as rapidamente. Agite bem e deixe descansar por nove dias num local escuro sem absolutamente qualquer incidência de luz solar
Ao fim destes dias, acrescente a água mineral e agite. Deixe-o repousar por mais um dia no escuro antes de usar.
Distribua o perfume em vidros pequenos para facilitar seu manuseio e os consagre da maneira que achar mais conveniente dependendo do fim almejado.

Um comentário:

  1. Adorei a dica! Ultimamente tenho sentido uma necessidade de me preparar para falar com os deuses, procurando cores de roupa mais adequadas, até jóias, maquiagem e cor de esmaltes...rs e olha que eu não sou muito vaidosa :S

    ResponderExcluir